terça-feira, 18 de abril de 2017

Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa: 50.000 euros para touradas



Subsídio público de 50.000 euros para uma associação que
apresenta valores falsos na sua contabilidade.




Manuel Avelar Cunha Santos
(Presidente da Câmara Municipal)



Mais 3.244 euros para as touradas à corda



Grandes subsídios para uma "instituição sem fins lucrativos".




João António Ferreira Ponte
(Secretário Regional da Agricultura e Florestas)



Mais 7.000 euros em subsídios para a indústria tauromáquica



Total: 6.990 euros para "colóquios e exposições culturais".




Avelino de Freitas de Meneses
(Secretário Regional da Educação e Cultura)



segunda-feira, 10 de abril de 2017

Para o governo regional torturar animais é de utilidade pública




Segundo o governo regional, a Tertúlia “tem desenvolvido uma açao meritória no sentido de expandir e divulgar a prática tauromáquica”, “demonstrando que se dedica ao bem-estar da comunidade em geral”.



Sérgio Ávila (Vice-Presidente) e Avelino de Freitas de Meneses
(Secretário Regional da Educação e Cultura)



segunda-feira, 27 de março de 2017

Mais dinheiro em apoios governamentais



S.R. AGRICULTURA E FLORESTAS
Portarias n.º 294 e 295/2017 de 10 de Março de 2017
Melhoramento e Sanidade Animal


Angra:
- Albino Explorações Ganadeiras Unipessoal, 700 €
- José Baldaya da Câmara do Rego Botelho, 525 €
- Filipe Humberto Lourenço de Sousa, 1.925 €
- Maria de Fátima Soares Fernandes Rocha Ferreira, 3.325 €
- António Manuel da Rocha Ferreira, 875 €
- António Lúcio Pereira Ferreira, 525 €
- Maria Emília Lourenço Pires Gaspar, 525 €
- Maria Baldaya da Câmara de Rego Botelho Mendonça da Cunha, 2.275 €
- Manuel Borba Gaspar, 1.750 €
- Eliseu Vivaldino Sousa Gomes, 1.225 €
- Laura Maria Correia Dias Corvelo de Sousa, 1.925 €

Praia:
- Duarte Manuel Rocha Pires,1.400 €
- Maria da Conceição Lopes Almeida Pires, 875 €

Velas:
- Álvaro Bettencourt Amarante, 2.100 €
- Maria Isaura Azevedo Santos, 350 €
- José Eduardo Sousa Silva, 175 €

Calheta:
- Maria Luzia Silva Azevedo, 1.050 €
- Lizete Anunciação Reis Ramos Macedo, 175 €
- Paulo Henrique Gomes Teixeira, 175 €
- Lúcia de Fátima Sousa Silva, 175 €
- Gabriela de Fátima Silva Azevedo, 525 €

TOTAL: 22.575 €



sexta-feira, 17 de março de 2017

Proteste contra a tenta do Rádio Clube de Angra



Proteste enviando a mensagem abaixo ou, de preferência, uma original a protestar pela realização de uma tenta para comemorar um aniversário por parte do Rádio Clube de Angra.

----------------------------------

Para:
direccao@rcangra.com

CC:
amiguel@alra.pt; aluis@alra.pt; abradford@alra.pt; arodrigues@alra.pt; amalmeida@alra.pt; amarinho@alra.pt; aparreira@alra.pt; apedroso@alra.pt; aviveiros@alra.pt; alima@alra.pt; bchaves@alra.pt; bbelo@alra.pt; cferreira@alra.pt; casilva@alra.pt; ccabeceiras@alra.pt; cgfurtado@alra.pt; ctoste@alra.pt; dmaia@alra.pt; dcunha@alra.pt; dfreitas@alra.pt; fcesar@alra.pt; fcoelho@alra.pt; gracasilva@alra.pt; gsilveira@alra.pt; inunes@alra.pt; icorreia@alra.pt; jvieira@alra.pt; jcorvelo@alra.pt; jbcosta@alra.pt; javila@alra.pt; jvcosta@alra.pt; jjorge@alra.pt; jmgavila@alra.pt; jcontente@alra.pt; jsan-bento@alra.pt; lcgarcia@alra.pt; lmauricio@alra.pt; lrendeiro@alra.pt; mpereira@alra.pt; mramos@alra.pt; macosta@alra.pt; mferreira@alra.pt; mquinto@alra.pt; mcarreiro@alra.pt; mtome@alra.pt; micosta@alra.pt; mrocha@alra.pt; mseidi@alra.pt; pestevao@alra.pt; pmendes@alra.pt; pparece@alra.pt; pmoura@alra.pt; rcbotelho@alra.pt; rramalho@alra.pt; snicolau@alra.pt; sucosta@alra.pt; zsoares@alra.pt; presidencia@azores.gov.pt; acoresmelhores@gmail.com; matportugal@gmail.com



Exmo Senhor
Presidente do Rádio Clube de Angra

De acordo com notícias publicadas na comunicação social, no próximo dia 25 de março o Rádio Clube de Angra vai comemorar os seus 70 anos com uma tenta que terá lugar na Quinta do Malhinha.

Como deve ser do Vosso Conhecimento, as tentas são manifestações de violência gratuita, onde são torturados animais que são picados com ferros que lhes rasgam e perfuram a pele, carne e músculos.

Face ao exposto, venho desta solicitar a sua intervenção para impedir a realização deste espetáculo repudiável que constitui uma vergonha para o povo açoriano, um povo que na sua imensa maioria não quer ser associado por mais tempo à realização de espectáculos violentos e sangrentos onde são torturados animais para simples diversão dumas poucas pessoas.

O Rádio Clube de Angra deve continuar a ser “A Voz da Terceira” e não ser porta-voz ou promotor da tortura.

Atentamente

(Nome)



O que é uma tenta?
http://mgranti-touradas.blogspot.pt/2012/06/tenta.html





segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Comunicado MCATA: O MCATA repudia a realização da vacada de São Martinho na Lagoa




O MCATA repudia a realização da vacada de São Martinho na Lagoa

No próximo dia 12 de novembro está programada a realização duma “vacada” integrada nas tradicionais comemorações de São Martinho na freguesia de Santa Cruz, concelho da Lagoa, a qual merece o nosso total repúdio.

O Movimento Cívico Abolicionista da Tauromaquia nos Açores (MCATA) considera que nenhum entretenimento que use animais, como as “vacadas”, constitui uma atividade que enriqueça qualquer programa festivo tanto mais que as “vacadas” para além de causarem sofrimento aos animais – em ano anterior, por exemplo, um animal partiu um corno e mesmo a escorrer sangue não foi poupado – põem em risco as próprias pessoas e em nada contribuem para a educação das mesmas.

A prova de que a vacada é perfeitamente dispensável é que em São Miguel sempre se festejou a efeméride sem a importação destes tristes e bárbaros costumes e que no próprio concelho da Lagoa, na freguesia do Cabouco, o São Martinho vai ser festejado tradicionalmente sem recurso a “vacadas”.

No que diz respeito ao evento anunciado, não deixa de ser estranha a vinda dos animais e de “artistas” da ilha Terceira. Sobre isto, fica a seguinte dúvida: como é que uma irmandade duma festa local tem tanto dinheiro para pagar todas as despesas? E não seria mais útil e sensato utilizar o referido dinheiro noutros convívios ou na solidariedade a quem está a passar dificuldades na vida?

Se há talvez mecenas públicos ou privados envolvidos no pagamento do transporte, do aluguer dos animais ou das licenças, eles não devem ter a sua consciência tranquila, pois os seus nomes não são divulgados em toda a informação disponibilizada. A título de exemplo, em anos anteriores houve o apoio explícito da Câmara Municipal da Lagoa, mas também da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, o que não deixa de ser muito estranho tratando-se duma festividade local da Lagoa.

Face ao exposto, o MCATA apela a todas as pessoas para manifestarem o seu desacordo, quer diretamente à Câmara Municipal da Lagoa quer à Junta de Freguesia da Santa Cruz, e para assinarem e divulgarem a seguinte petição, que conta já com mais de um milhar de assinaturas:

https://www.change.org/p/c%C3%A2mara-municipal-da-lagoa-e-junta-de-freguesia-de-santa-cruz-s%C3%A3o-martinho-sem-vacadas


Comunicado do
Movimento Cívico Abolicionista da Tauromaquia nos Açores (MCATA)
http://iniciativa-de-cidadaos.blogspot.pt/
07/11/2016